terça-feira, 8 de julho de 2008

Coisa de louco!

Pegar um ônibus é realmente uma loucura. É claro, tem seus pontos divertidos e trágicos.

Vamos começar do começo.

Na parada, ou rodoviária, você fica esperando o "baú" chegar, fica com dor no pescoço de tanto olhar na direção que o ônibus vem. Se está frio você se agasalha bem e tá bom, dá pra esperar tranquilo. Mas agora se está quente, é uma merda. Todo mundo senta na sombra e não sobra lugar pra você, sua cabeça fica fritando naquele sol infernal, suor escorrendo pelo seu rosto, uma criança ranhenta chorando, uma pessoa reclamando, duas amigas falando mal de seus namorados, duas senhoras se abanando com um leque, um bêbado, um casal se "amassando", e você olhando fixo para onde o ônibus vai chegar. Olha no relógio, fica pensando no que vai fazer de jantar, ou sei lá o que, e quando o ônibus chega...
É um Deus nos acuda! Parece que o ônibus vai fugir! É um empurra-empurra desgraçado!
Todo mundo fica se batendo, querendo entrar logo pra pegar lugar, resumindo...coisa de louco!
Tudo bem, depois da primeira fase do Mortal Combat, você entra por último é claro, porque ninguém permite que você entre antes, e o motorista não espera nem você sentar e já arranca o busão e você quase cai no colo de alguém.

Se você ja tiver a passagem, tudo bem. Mas se não tiver, você tenta catar dentro da sua mochila (com o síbolo da adidas falsificado), com o ônibus andando, aí cai uma moeda no chão, mas ainda bem que sempre tem alguém que pega pra você. Tá, você paga aquela maldita passagem, e procura um lugar, se tiver tudo bem, se não você se ferrou, sinto muito!



Tu está de pé, o ônibus faz uma curva, você quase cai, para em todas a paradas possíveis e impossíveis, e cada vez entra mais gente.

Quando você está parado e percebe que a pessoa que está sentada no banco onde você está se segurando vai levantar, lá vem a segunda fase, tu dá uma fuzilada com os olhos na pessoa que está de pé ao seu lado pra ir avisando que aquele banco é seu e fim de papo! O mesmo acontece com outra pessoa, parece que vai te matar se você sentar no banco que está predestinado a ser dela.
O tempo vai passando, o calor aumentando, um indivíduo sem desodorante, uma criança gritando, e o cobrador gritando "Um passinho a frente por favor!", e finalmente desocupa o banco que é pra ser seu. Aai que alívio, seeenta, pega a mochila no colo, olha para os outros com cara de vencedor, quando derrepente entra uma idosa do ônibus e fica te olhando com profunda tristeza com aqueles olhinhos abençoados que dizem "Meu filho, estou no final da vida, poderia dar o banco para esta triste senhora?", e o que você vai fazer? Dar o banco!

Ainda bem que estou quase chegando.
Vai passando as paradas e pessoas descendo, e outras subindo. Até que alguém puxa papo contigo, e tu faz uma grande amizade ali no ônibus, tão grande que nunca mais vai ver na frente!
Até que finalmente sobra lugar pra você, mas adivinha?
Tá na hora de descer!

UFA, até que enfim... tomara que na volta esteja mais vazio!

1 comentários:

Teilor disse...

Muito bom, cada vez melhorando mais. Ah, e praga é tu que ainda não tirou esse captha dos comentarios do teu blog!

 
Era uma vez... © 2008 Template by Exotic Mommie Illustration by Dapina